segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Reabertura do Museu Nacional de Arte Popular

Reabre hoje ao público o Museu Nacional de Arte Popular, após certa de uma década de portas fechadas. Tendo estado na iminência de ser encerrado definitivamente e transformado num museu da Língua Portuguesa, este espaço museológico parece ter sido salvo graças à intervenção de vários cidadãos nacionais, que assinaram e fizeram circular uma petição visando a salvaguarda daquele que em tempos foi um dos mais visitados museus portugueses.
Inaugurado em 1948, na sequência da reformulação do antigo pavilhão da Secção da Vida Popular da Exposição do Mundo Português de 1940, o edifício deste museu, com projecto da autoria dos arquitectos António Reis Camelo e João Simões, foi dos poucos construídos para esse grande evento que conseguiu chegar até aos nossos dias. Contendo um interessante espólio referente à cultura popular portuguesa, em particular da arte popular, este museu representará por certo uma mais valia na oferta cultural da cidade de Lisboa e do país, sobretudo se tivermos em linha de conta o crescente interesse no artesanato e outros revivalismos populares, reveladores de uma certa sede de portugalidade.
Criado pelo Secretariado da Propaganda Nacional de António Ferro, com o intuito de explicar Portugal, as suas gentes, hábitos e costumes, a reabertura do Museu Nacional de Arte Popular não poderia acontecer em melhor altura, dada a urgência de se voltar a repensar Portugal. 
A cerimónia de reabertura deste museu está marcada para as 18:00 de hoje, dia 13 de Dezembro, aproveitando-se o momento para inaugurar também a exposição Os Construtores do MAP - Museu em Construção.

(Clicar no convite para ampliar.)

4 comentários:

  1. Haja boas notícias de Portugal. Já é a segunda esta semana...

    Abraço,

    L.Afonso, NBJ

    ResponderEliminar
  2. Uma excelente notícia. Temos que combinar uma visita.

    ResponderEliminar
  3. E que tal criarmos um grupo de excursões à moda antiga? Isso é que era!

    ResponderEliminar