domingo, 8 de julho de 2012

Temos tudo quando temos Portugal!

2 comentários:

  1. Esta crónica bem podia intitular-se "Temos tudo quando temos uma bela Portuguesa!" :)

    ResponderEliminar
  2. HÁ QUE CORTAR COM AS 'REGRAS' DA SUPERCLASSE!
    .
    -> Para muita gente, a "derrota dolorosa de Merkel perante Monti e Rajoy"... é uma derrota perante diversos estratagemas para injectar dinheiro em bancos falidos...
    -> Mais: venda de empresas estratégicas para a soberania (e que dão lucro)... nacionalização de negócios “madoffianos”" (aonde foram 'desviados' milhões e milhões), auto-estradas «olha lá vem um», PPP’s,…
    -> E mais: a existência duma estratégia demográfica... foi sempre considerada como fundamental para uma estratégia de luta pela SOBREVIVÊNCIA de longo prazo: ver este blog Origem Tabu-Sexo ... ora... existindo não-nativos já naturalizados com uma demografia imparável em relação aos nativos... como seria de esperar, abunda por aí muita conversa para 'parvinhos-à-Sérvia'.
    .
    -> Antes que seja tarde demais, há que cortar com as 'regras' da superclasse ; assim sendo:
    1- Há que mobilizar aquela minoria de europeus que possui disponibilidade emocional para se envolver num projecto de luta pela sobrevivência;
    2- Há que reclamar o legítimo Direito à SOBREVIVÊNCIA das Nações ( e das Identidades Étnicas Autóctones): leia-se, SEPARATISMO-50-50!
    .
    NOTA:
    -> A superclasse (alta finança internacional - capital global, e suas corporações) não só pretende conduzir os países à IMPLOSÃO da sua Identidade (dividir/dissolver identidades para reinar)... como também... pretende conduzir os países à IMPLOSÃO económica/financeira.
    -> Só não vê quem não quer: está na forja um caos organizado por alguns - a superclasse: uma nova ordem a seguir ao caos... a superclasse ambiciona um neo-feudalismo.
    .
    .
    P.S.
    -> Uma NAÇÃO é uma comunidade de indivíduos de uma mesma matriz racial que partilham laços de sangue, com um património etno-cultural comum.
    -> Uma PÁTRIA é a realização e autodeterminação de uma Nação num determinado espaço.
    -> As famílias não são independentes/autónomas... todavia, devem as famílias abdicar da sua Identidade?... Resposta: Não!
    -> As Nações não são independentes/autónomas... todavia, devem as Nações abdicar da sua Identidade?... Resposta: Não!
    .
    Mais uma nota: no blog 'O Insurgente': "O Fim das Nações Sai à Rua" -> «a Europa deve ser um território... que não será nada mais do que um conjunto de indivíduos atomizados e sem ligações familiares/comunitárias».

    ResponderEliminar